Descrição

Apesar das importantes desigualdades de acesso à internet em todo o mundo, o número de crianças e adolescentes ativas no ambiente digital é muito expressivo. Nesse contexto, é urgente compreender os diferentes impactos dos atuais modelos de negócios que envolvem uma intensa mineração de dados de crianças e adolescentes, técnicas de perfilização de publicidade utilizando-se de tais dados, além das diversas formas de exploração comercial infantil que estão se tornando cada vez mais comuns nas dinâmicas das plataformas digitais.

A partir de tais pressupostos, o projeto realiza um acompanhamento amplo das movimentações institucionais e regulatórias pela privacidade e proteção de dados de crianças e adolescentes, no Brasil e no mundo, tendo como objetivo promover uma agenda, sempre ligada às peculiaridades do Sul Global, pautada pelo princípio do melhor interesse, com a defesa dos seus direitos, e a sua implementação por design e por default.